Plano de fundo esquerdo do banner

Ensino e aprendizagem

O que podemos aprender com a escola Ateliê Carambola [VI Jornada de  Educação Infantil]

Conheça as práticas pedagógicas inspiradoras do Ateliê Carambola e o que elas trazem de novo para pensar a Educação Infantil.

Ensino e aprendizagem

Tempo de leitura: 3 min
Newsletter

O que é memória? Onde ela fica guardada? O que faz com que ela entre em nós e não vá embora?

Essas foram algumas das perguntas que a escola Ateliê Carambola fez aos seus pequenos alunos da Educação Infantil para provocar sua curiosidade e criatividade.

Essa proposta foi documentada e apresentada na VI Jornada de Educação Infantil, realizada em 3 de outubro pelo Observatório da Cultura Infantil (OBECI), em parceria com a Pós Educação Unisinos.

O evento discutiu o papel da criatividade, da arte e das boas perguntas na educação, reunindo educadores de renome nacional e internacional.

A curadoria e mediação foi do pesquisador e formador do Instituto para Inovação em Educação da Unisinos, Paulo Fochi, com o apoio da jornalista Débora Bresciani.

UNISINOS_VIJEInfantil_palestrantes3Além de contar com grandes pesquisadores da área — Cristian Fabbi, Mara Davoli e Mitchel Resnick —, durante o evento, também foram apresentados os cases de duas escolas que têm práticas inspiradoras para pensar a Educação Infantil.

Uma delas foi a escola Ateliê Carambola.

Neste artigo, apresentaremos as práticas pedagógicas inovadoras do Ateliê Carambola e o que elas trazem de novo para pensar a Educação Infantil.

Aqui você vai ver:
O conceito de memória pelos olhos das crianças
A materialização do pensamento infantil
Os ensinamentos do Ateliê Carambola
Conheça os cursos da Pós Educação Unisinos
Sobre a VI Jornada de Educação Infantil

CTA: Faça uma pós graduação com quem está reinventando a educação! Matricule-se Já!O conceito de memória pelos olhos das crianças

Ao longo de 2022, os educadores do Ateliê Carambola realizaram um projeto especial com os alunos da Educação Infantil. Tudo começou com uma simples pergunta: o que é memória?

A partir desse questionamento, as crianças foram instigadas a investigar suas noções de memória, trazendo suas interpretações do conceito.

Para isso, foram realizadas séries de conversas, sempre baseadas na escuta atenta dos educadores e na criança em uma posição de protagonismo.

Durante esse diálogos, as crianças descreveram sensações, emoções e sentimentos que envolviam sua noção de memória.

Além disso, elas também traçaram suas teorias sobre como as memórias se formam e como chegam até nós. Confira algumas delas:

  • “A memória vem do nosso corpo, às vezes as pessoas falam que é de todo o corpo”.
  • “Tem memória na minha barriga”.
  • “Tem memória na minha orelha”.
  • “O cérebro, ele vai enfiando a memória para dentro dele. E aí, quando ele terminar de colocar toda a memória dentro dele, a pessoa começa a lembrar”.

“Sem a memória nós não existimos. Então, conseguir enxergar conceitos em crianças tão pequenas e, partir desses conceitos, extrair temáticas que ampliem não só a forma de pensar da criança, mas do adulto em diálogo, é muito importante para nós. Eu diria que é a nossa grande missão enquanto uma escola que pensa a criança e as infâncias”, explicou Josiane Pareja, diretora do Ateliê Carambola.

>>> Leia também: Como usar a curiosidade infantil a favor da aprendizagem

pos-unisinos-atelie-carambolaA materialização do pensamento infantil

Após as conversas em torno do conceito de memória, as crianças foram convidadas a usar a linguagem gráfica para explicar suas teorias.

No documentário, é possível ver uma criança descrevendo a memória como um ninho no cérebro, outra apresenta um lugar dentro do cérebro em que as memórias se encontram e ainda tem aqueles que retrataram suas memórias favoritas com familiares e amigos.

Assim, ao longo do tempo, muitos desenhos e representações da memória foram surgindo, demonstrando a diversidade das lembranças e interpretações das crianças.

Nesse meio tempo, as crianças também puderam trazer fotos da família ou de alguém especial para compartilhar com o grupo.

Além das fotos, foi proposto que as crianças também trouxessem algo que tivesse valor sentimental para elas, como um brinquedo ou algum outro objeto.

A partir disso, foi criado dentro do Ateliê Carambola um espaço da memória, onde as crianças podiam compartilhar as suas lembranças e suas teorias em torno do conceito.

>>> Leia mais: A importância da Pedagogia Afetiva na Educação Infantil

Os ensinamentos do Ateliê Carambola

pos-unisinos-atelie-carambola-documentarioA experiência da escola Ateliê Carambola com o projeto de memórias traz diversas provocações para pensar as práticas pedagógicas da Educação Infantil.

A importância do papel da escuta por parte do adulto e do estímulo à curiosidade, à investigação e à criatividade no cotidiano pedagógico são certamente os principais pontos.

“A gente compartilha, a gente escuta as crianças. Essas teorias moles vão ganhando camadas, junto conosco, com os adultos interessados em escutá-las. E nós vamos ampliando as possibilidades de entendimento entre as crianças”, explicou Josiane Pareja, diretora do Ateliê Carambola.

O projeto também reforça a necessidade de trazer novas propostas e oportunidades educativas para o dia a dia pedagógico, pensando principalmente em dar um lugar de protagonismo às crianças na construção do conhecimento.

“Essa voz das crianças e educadores andando de mãos dadas, em um co-protagonismo, mostra tanto uma reconceitualização do modo como as crianças participam da construção do conhecimento quanto do modo que o adulto vai fazendo a gestão disso, como ele vai conduzindo as jornadas de aprendizagem com as crianças. É uma grande inspiração”, destacou Paulo Fochi, curador e mediador do evento.

Confira abaixo o documentário completo:

>>> Leia também: Os princípios da abordagem Reggio Emilia

Conheça os cursos da Pós Educação Unisinos

Depois de conhecer novas possibilidades pedagógicas, convidamos você para saber mais sobre a Pós Educação Unisinos, uma pós-graduação 100% online voltada para profissionais da educação.

Aprenda com grandes mestres a transformar a educação! Paulo Fochi faz parte do corpo docente do curso Docência inovadora: educação para o século XXI.
Inscreva-se na pós-graduação em Docência Inovadora da Pós Educação UnisinosFochi também participa de uma masterclass do curso Neurociência e aprendizagem no contexto escolar. As aulas têm início imediato. Garanta sua vaga!
Inscreva-se na pós-graduação em Neurociência e Aprendizagem da Pós Educação Unisinos

Sobre a VI Jornada de Educação Infantil

Realizada em 3 de outubro de 2022, a VI Jornada de Educação Infantil reuniu educadores de prestígio nacional e internacional para debater sobre a importância da criatividade, da arte e das boas perguntas na educação.

O evento foi realizado em parceria entre o Observatório da Cultura Infantil (OBECI) e a Pós Educação Unisinos, com curadoria do Profº Drº Paulo Fochi.

jornada-educacao-infantil-obeci

 

Sobre o autor

Redação

Conteúdo para quem quer inovar em sala de aula. Vamos juntos reinventar a educação?

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página.

Acompanhe a transformação na Educação.

Confira os últimos artigos sobre inovação, metodologias de ensino e aprendizagem e carreira docente que preparamos para você.

Plano de fundo esquerdo dos posts relacionados
Plano de fundo direito dos posts relacionados