<iframe src="https://www.googletagmanager.com/ns.html?id=GTM-KTJBCW6" height="0" width="0" style="display:none;visibility:hidden">
Plano de fundo esquerdo do banner

Inovação

O que é Scratch e como ele pode ser usado em sala de aula

Conheça o Scratch, linguagem de programação que vai ajudar a deixar suas aulas mais lúdicas e envolventes para sua turma

Inovação

Tempo de leitura: 5 min
Newsletter

Se você está em busca de ferramentas para ensinar programação nas suas aulas, acabou de achar uma! Conheça todas as potencialidades do Scrath. 

A Base Nacional Curricular Comum (BNCC) prevê o desenvolvimento da alfabetização e letramento digital na Educação Básica. Mas como fazer isso?

Escolas de todo o país apostaram em aulas de programação e robótica para trabalhar essas competências com crianças e adolescentes. Uma ferramenta bastante difundida e simples para isso é o Scratch, que você vai conhecer aqui. 

Confira: 

  1. O que é scratch
    1.1 Como o Scratch engaja os estudantes
    1.2 A origem do Scratch
  2. Os benefícios do Scratch para os estudantes
  3. Atividades com Scratch para fazer em sala de aula

CTA: Faça uma pós graduação com quem está reinventando a educação! Matricule-se Já!

O que é scratch

O Scratch é uma linguagem de programação, criada em 2007, pelo grupo Lifelong Kindergarten da universidade americana MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts). O programa é utilizado em mais de 150 países e está disponível em mais de 40 idiomas.

Atualmente, encontra-se nas versões 1.4 e 2.0 para os principais sistemas operacionais existentes no mercado.  

Mas para que serve? 

O Scratch é um tipo de programação visual simplificada que permite que qualquer um consiga criar projetos digitais com mais facilidade. Além disso, ele permite a personalização de imagens e sons externos. 

Por não exigir o conhecimento prévio de outras linguagens de programação, ele tem como objetivo ensinar adolescentes e crianças acima de 8 anos. Com ele, também é possível criar animações, jogos e outros programas interativos. 

Quem o usa também pode recriar jogos famosos, montando personagens com movimentos, vozes, trilhas sonoras e ambientes diferentes em cada jogo. Além de instalar extensões para deixar o jogo ainda mais interativo.  

Dentro da plataforma, você encontra tutoriais básicos para iniciar sua jornada na criação de jogos. Nessa aba, você consegue aprender a utilizar o editor, para que serve cada comando e como utilizá-los para criar os seus primeiros programas.

Como o Scratch engaja os estudantes

Por não precisar de conhecimento prévio em linguagens de programação, a plataforma é bastante utilizada no aprendizado de crianças e adolescentes.  

Diferente do que as pessoas pensam, aprender a programar não é exclusivo para quem quer trabalhar com isso e os jovens também podem desenvolver estas habilidades para conhecer mais do mundo da tecnologia.  

Uma certeza que educadores podem ter é que o Scratch é diversão pura em uma sala de aula. Ele está disponível gratuitamente em um ambiente virtual de fácil acesso. 

O programa incentiva os jovens a desenvolverem uma linha de pensamento e a raciocinar sistematicamente, além de incentivá-los a buscar conhecimento de forma ativa. 

Sua imaginação é desafiada e permite que eles explorem diversos elementos para conseguir expressar o que desejam. Além disso, ele exercita a capacidade cognitiva, algo que as crianças devem trabalhar muito na fase de crescimento. 

As atividades do Scratch também podem ser feitas em casa, em conjunto com os pais. 

A origem do Scratch

Ao longo dos anos, surgiram inúmeras linguagens de programação. Uma delas foi o Scratch.  

Diferente das outras, a plataforma não necessita de um conhecimento robusto para o seu uso, se tornando acessível às demais pessoas. 

O Scratch é de rápido aprendizado e surgiu com o intuito de que qualquer pessoa possa programar. Ele é muito utilizado por professores em escolas do Ensino Fundamental e Médio para introdução de lógica de programação e ensino de tecnologia. 

Universidades também fazem o uso da linguagem para ensinar ciências da computação e lógica de programação para universitários. 

No Scratch, existe uma comunidade pequena de pessoas que falam em português, em comparação à quantidade total. Mas a ferramenta está se espalhando por todo o território nacional. 

A Rede Brasileira de Aprendizagem Criativa (RABC), movimento de educadores, pais, pesquisadores, estudantes, artistas e organizações, promoveu e apoiou o uso de práticas criativas de ensino no Brasil.  

Em 2019, o país foi o que mais realizou eventos em comemoração ao Scratch Day, data comemorativa do Scratch, estimulada pelo laboratório de pesquisa do MIT.

scratch-dayCréditos: Divulgação/MIT Media Lab

Os benefícios do Scratch para os estudantes

O uso do Scratch pelas crianças beneficia o pensamento lógico. O jogo ajuda-as a desenvolver a criatividade por meio da construção de ambientes e na seleção de sons, personagens e histórias. 

Além disso, a aprendizagem é rápida e intuitiva. A criança pode usar o editor no modo offline e compartilhar os seus projetos com outras pessoas. É ideal para começar a desenvolver novas habilidades de forma divertida. 

Aprender a programar com o Scratch contribui para o desenvolvimento das seguintes habilidades: 

  • Raciocínio lógico;  
  • Pensamento computacional; 
  • Localização espacial; 
  • Ação e reação; 
  • Criatividade; 
  • Storytelling; 
  • Resolução de problemas.  

Atividades com Scratch para fazer em sala de aula

Agora que você já conhece o Scratch, entenda como introduzir o programa na sala de aula. Será um momento alegre e acolhedor para sua turma! 

1. Labirinto no Scratch 

O Labirinto no Scratch é um jogo que mistura a facilidade de programar com o desafio. É um projeto ideal para quem está iniciando com a linguagem, mas é importante ter conhecimento matemático básico sobre o plano cartesiano. 

A alfabetização em matemática é fundamental para quem deseja introduzir o labirinto em sua educação. Ela vai muito além dos numerais e tem relação com o desenvolvimento da linguagem e do raciocínio lógico, por meio dos números, entre os estudantes.  

As crianças devem se sentir seguras quanto ao processo de alfabetização. E por isso, quanto mais cedo elas tiverem contato com números e conteúdos de matemática, mais confiantes tendem a estar quando o processo de alfabetização começar. 

Nesse caso, cabe ao professor organizar e sistematizar tais conhecimentos, ensinando os estudantes a simbolizarem, matematicamente, determinadas situações. Perceba uma evolução natural no próprio aprendizado e fique motivado com o avanço.

Além disso, a criança aprende também por observação e exploração do ambiente em que está inserida. De modo que o professor ou educador deve auxiliar o pequeno na construção e sistematização desse novo conhecimento.  

Os conceitos dos números, por exemplo, podem ser ensinados por meio de brincadeiras que exijam o agrupamento, a divisão, a classificação, a correspondência, entre os objetos.

Se você quiser se aprofundar ainda mais no ensino da matemática, a Pós Educação Unisinos oferece o curso Math Revolution: tendências contemporâneas em Educação Matemática. 

As aulas são 100% online e ministradas por autores referência no mundo da Educação. 

Inscreva-se na pós-graduação em Educação Matemática da Pós Educação Unisinos

Voltando ao jogo, a vantagem de programar um labirinto em Scratch é que ele pode ser desenvolvido em versão mais simples e aperfeiçoado usando a criatividade, conforme seus conhecimentos sobre a linguagem vão aumentando. No site oficial do Scratch, você encontra vários tutoriais de como fazer um labirinto.

Se você for usar o Scratch nas suas aulas de matemática, lembre-se de incluí-lo no seu plano de aula.

2. Nyan Scratch

scratch-nyan-cat

Diferente do Labirinto, este jogo não exige um conhecimento aprofundado de matemática. Mas ele pode ser complexo para iniciantes. 

O Nyan Scratch é uma adaptação do meme “Nyan Cat”, um vídeo de um gato que voa pelo espaço com uma cauda de arco-íris. No jogo, o gatinho do Scratch também faz a mesma coisa que o gato do meme, mas ele não deve cruzar com o dog galáctico.  

Para programar o Nyan Scratch, é preciso ter noções básicas sobre plano cartesiano, adição e criação de clones no Scratch, bem como bastante disposição e criatividade para montar um cenário com estrelas e elementos sortidos que desafiem o jogador a marcar pontos.  

O Nyan Scratch é um bom exemplo para usar como inspiração para programar o seu próprio jogo, com o estilo e as melhorias que você imaginar.

3. Rolly Nano

O Rolly Nano é uma opção de jogo dinâmico que pode ser programada no Scratch. A missão do jogador é coletar diamantes enquanto o gatinho do Scratch rola pelo túnel evitando as barras em movimento. 

Este é um jogo mais complexo de programar, apesar do conceito simples, pois é necessário ter conhecimentos sobre criação de blocos e clones. 

Mas ensinar a sua turma não será um problema, pois os entendimentos de linguagens não atrapalham no desenvolvimento do jogo.


Gostou deste artigo sobre o Scratch? 

Se você professor se identifica com a área de programação ou da matemática e se interessou pelos conteúdos apresentados, a Pós Educação Unisinos pode ter a formação ideal para você. 

Saiba mais sobre nossos cursos de pós-graduação. Não perca tempo e comece a trilhar o caminho da inovação na educação!

Sobre o autor

Redação

Conteúdo para quem quer inovar em sala de aula. Vamos juntos reinventar a educação?

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página.

Acompanhe a transformação na Educação.

Confira os últimos artigos sobre inovação, metodologias de ensino e aprendizagem e carreira docente que preparamos para você.

Plano de fundo esquerdo dos posts relacionados
Plano de fundo direito dos posts relacionados