<iframe src="https://www.googletagmanager.com/ns.html?id=GTM-KTJBCW6" height="0" width="0" style="display:none;visibility:hidden">
Plano de fundo esquerdo do banner

Inovação

O que é aprendizagem significativa e qual a sua importância

Vantagens, tipos e métodos pedagógicos. O essencial que você precisa saber sobre aprendizagem significativa para promovê-la em sala de aula

Inovação

Tempo de leitura: 4 min
Newsletter

É comum ouvirmos que, para que o processo de ensino e aprendizagem seja bem sucedido, o estudante deve conseguir conectar o conteúdo com os conhecimentos que já possui. Mas você sabe de onde veio essa orientação?

Ela se inspira nas ideias de David Paul Ausubel (1918–2008), psicólogo da educação que desenvolveu a Teoria da Aprendizagem Significativa (TAS), descrita no livro “The psychology of meaningful verbal learning”, de 1963.

Nos próximos parágrafos, você entenderá o que é aprendizagem significativa e por que ela é tão importante. Depois, verá como adotá-la em sala de aula, por meio de metodologias ativas.

CTA: Faça uma pós graduação com quem está reinventando a educação! Matricule-se Já!

O que é aprendizagem significativa

A aprendizagem significativa é um processo em que há a interação entre conhecimentos prévios e conhecimentos novos, de maneira não literal e não arbitrária. O conteúdo que será aprendido ganha significado para o estudante graças ao conhecimento que ele já possui, chamado de subsunçor ou ideia-âncora por Ausubel.

A TAS parte da premissa de que a mente humana tem uma estrutura organizada e hierarquizada de conhecimentos, que se altera de forma constante para assimilar novas ideias. A assimilação acontece por meio da ancoragem, processo de conexão entre o que a pessoa já sabe e o que deverá ser aprendido.

De acordo com a teoria de Ausubel, o professor deve considerar a história de vida do estudante para propor situações que favoreçam a aprendizagem, ou seja, que permitam que o novo conhecimento tenha onde se ancorar. O docente também deve criar uma boa experiência educativa para os estudantes, pois atitudes e sentimentos positivos facilitam a aprendizagem significativa. Quanto maior o número de relações que o educando fizer com o que já sabe, mais consolidado estará o conhecimento.

A aprendizagem significativa pode acontecer de duas formas:

  1. Recepção: a informação é apresentada ao estudante na forma final.
  2. Descoberta: o conhecimento a ser adquirido deve ser descoberto pelo estudante, que depende dos próprios recursos.

É preciso lembrar que a associação entre novos conteúdos e conhecimentos prévios nem sempre será uma facilitadora do processo ensino e aprendizagem. Saberes do senso comum e preconceitos podem atrapalhar o aprendizado escolar.

Ainda, a aprendizagem significativa não acontece apenas com os saberes formais, na escola ou na universidade. Ela se dá quando atribuímos um significado a um conhecimento a partir do que já sabemos em qualquer ambiente ou contexto.

Os três tipos de aprendizagem significativa

David Paul Ausubel explica que existem três tipos de aprendizagem significativa:

  1. Aprendizagem representacional: o tipo mais básico de aprendizagem humana, em que o indivíduo relaciona objetos a símbolos. Eles permitem que a pessoa conheça e organize o mundo interior e exterior. É o ponto de partida para a aprendizagem conceitual.
  2. Aprendizagem conceitual: os conceitos são designados por um signo ou símbolo que representam regularidades em eventos, situações ou propriedades. Ela se torna uma aprendizagem significativa ao ir além do nome do objeto.
  3. Aprendizagem proposicional: aprendizado de significados presentes em grupos de palavras combinadas em proposições ou sentenças. É mais complexa do que as outras duas pois alia representações e conceitos para constituir ideias-âncora e formar as proposições.

A diferença entre aprendizagem mecânica e aprendizagem significativa

Enquanto na aprendizagem significativa acontece o processo de ancoragem, na aprendizagem mecânica o conteúdo é aprendido sem interagir com o conhecimento prévio do estudante. A nova informação é armazenada de forma arbitrária e literal.

A aprendizagem significativa e a mecânica não são opostas, mas se complementam. A segunda será inevitável quando o estudante tiver que aprender um conceito totalmente desconhecido para ele. O novo conhecimento ganha significado com o passar do tempo, por meio da aquisição de ideias âncoras.

Mesmo assim, a aprendizagem significativa tem algumas vantagens em relação à mecânica:

  • O conhecimento adquirido por meio da aprendizagem significativa fica retido por mais tempo;
  • Maior facilidade de aprender conteúdos relacionados, pois as informações assimiladas aumentam a diferenciação das ideias que servem como âncoras;
  • Caso o estudante esqueça algum conteúdo, ele ainda deixa rastros sobre o conceito assimilado;
  • As informações adquiridas por meio da aprendizagem significativa podem ser aplicadas em uma grande variedade de problemas e contextos.

As condições básicas para a aprendizagem significativa

Para Ausubel, a aprendizagem significativa depende de três condições básicas para acontecer:

1. O material de aprendizagem deve ser significativo, ou seja, não arbitrário

O material apresentado deve se relacionar com as ideias preexistentes da estrutura cognitiva do estudante. O conteúdo novo depende do potencial significativo do material para ser ancorado aos conhecimentos anteriores.

2. Substantividade

A aprendizagem significativa acontece quando o estudante retém a substância do novo conhecimento, não apenas as palavras usadas para sua expressão. O educando deve ser capaz de expressar um conceito ou proposição com as próprias palavras.

3. Disponibilidade do estudante para a aprendizagem significativa

É preciso levar em conta os sentimentos, ações e valores do estudante para que a aprendizagem significativa aconteça. Ela será plena quando o conhecimento adquirido leve ao engrandecimento pessoal, ao mesmo tempo em que o discente tem um domínio conceitual que o permita a solucionar problemas do dia a dia.

Como promover a aprendizagem significativa em sala de aula

Para estimular a aprendizagem significativa entre seus estudantes, você deve procurar métodos que atendam as condições listadas acima. Lembre-se de que atitudes e sentimentos positivos em relação à experiência educativa são necessários para facilitar o processo.

Um bom método é o da sala de aula invertida, que detalhamos mais neste artigo, e outras metodologias ativas – confira uma lista com exemplos aqui. Você também pode se inspirar com estes 7 exemplos de inovação na educação, que abordam a aprendizagem significativa em instituições da rede pública de ensino brasileira.

Se você sente que precisa criar novas práticas pedagógicas que garantam a aprendizagem significativa, conheça o curso Docência inovadora: educação para o século XXI da Pós Educação Unisinos. As aulas são 100% online e ministradas por autores que estão reinventando a educação.

Inscreva-se na pós-graduação em Docência Inovadora da Pós Educação Unisinos

Você também pode checar se a turma passou pelo processo de aprendizagem significativa por meio da avaliação. O método escolhido deve ajudar a verificar se o estudante consegue utilizar o conteúdo que aprendeu em diferentes contextos e se consegue expressá-lo com outras palavras.

Um bom instrumento de avaliação são os mapas conceituais, que desafiam os estudantes a representar em uma imagem as relações entre conceitos e ainda formular proposições. Ainda, você conseguirá entender facilmente como cada discente organiza os conteúdos aprendidos e poderá sugerir novas formas de organização.

A técnica dos mapas conceituais foi desenvolvida pelo professor da Universidade de Cornell Joseph D. Novak, na década de 1960, como uma forma de aprimorar a TAS. Ela estimula a aprendizagem significativa por dar a chance ao estudante de estruturar o conhecimento do seu jeito, além de oferecer uma visão integrada e compreensiva do conteúdo.

Além de serem uma forma de avaliação, os mapas mentais ajudam os estudantes a:

  • Resolver problemas
  • Planejar o estudo
  • Estudar para provas objetivas e discursivas
  • Perceber as relações entre os conceitos de uma determinada disciplina
  • Fazer anotações durante as aulas

Esperamos que este artigo sobre aprendizagem significativa tenha ajudado. E você já usava a técnica dos mapas conceituais em sala de aula? Compartilhe suas experiências conosco nos comentários.

Sobre o autor

Olívia Baldissera

Jornalista e historiadora. É analista de conteúdo da Pós Educação Unisinos

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página.

Acompanhe a transformação na Educação.

Confira os últimos artigos sobre inovação, metodologias de ensino e aprendizagem e carreira docente que preparamos para você.

Plano de fundo esquerdo dos posts relacionados
Plano de fundo direito dos posts relacionados